Tipos de financiamento de imóveis

Adquirir a casa própria é um sonho que faz parte da vida de quase todos os brasileiros, que acabam muitas vezes se deparando com a falta de informação sobre os diferentes tipos de financiamento de imóveis, valores de entrada e até mesmo formas de parcelamento que sejam acessíveis e caibam no orçamento familiar.

Tudo isso torna o projeto cada mais inviável e que vai sendo adiado por anos, fazendo com que haja uma dificuldade enorme de decidir o próximo passo.

Para ajudar quem está em busca de mais informações sobre os tipos de financiamentos de imóveis, hoje separamos os principais deles, com algumas dicas gerais para se inscrever e ter acesso a eles de forma simples e sem muita burocracia.

Confira tudo que separamos logo abaixo!

 

Entendendo mais sobre financiamentos de imóveis

Financiamento de imóvel é um empréstimo destinado para a compra de casas, apartamentos, terrenos ou mesmo salas e espaços comerciais.

É feito um contrato diferenciado, que geralmente se estende até por 360 meses, com juros que podem variar dependendo do modelo.

O financiamento imobiliário costuma ser comum em todas as imobiliárias do país que trabalham com venda de imóveis e é uma forma segura de garantir a compra mesmo quando não há o dinheiro a vista para a quitação total.

Financiamento de imóveis

O valor de entrada varía bastante, dependendo do tipo de imóvel, se é novo ou usado, se há um valor mínimo exigido pelo proprietário ou construtora e devido à negociação geral. Tudo isso deve ser conversado com o corretor, o cliente e o dono do imóvel para que todos entrem em um acordo adequado para a necessidade geral. Nós da imobiliária Silvio Iwata, deixamos tudo pronto para vocês! (tire tuas dúvidas com um corretor nosso).

Tipos de financiamento de imóveis

É importante saber que o tipo de financiamento de imóvel escolhido irá depender de vários fatores, como valor de entrada disponível, renda mensal e até mesmo o local de compra e estrutura do imóvel. Por isso, conversar com um especialista é fundamental para que haja um consenso da melhor opção para cada família.

Afinal, esse parcelamento muitas vezes se estende para vida toda. Vamos entender quais são os tipos mais comuns de financiamento:

– SAC

O SAC (Sistema de Amortizações Constantes) é um tipo de financiamento bem comum no país e tem como principal característica a variação dos juros cobrados ao longo do processo. Isso significa que o valor das parcelas diminui conforme o tempo passa, já que os juros são revistos de acordo com o valor total da dívida.

E, sem dúvidas, essa é a grande vantagem de fazer um financiamento pelo SAC, pois diminui as chances ao longo dos anos de inadimplência por algum imprevisto qualquer que possa surgir – como a perda de emprego, por exemplo.

– Minha Casa, Minha Vida

O financiamento de imóveis mais famoso do país e um dos que trazem mais dúvidas é, com certeza o Minha Casa, Minha Vida. Embora a maioria das pessoas acredite que ele seja apenas para imóveis de valor muito baixo, isso não é verdade absoluta.

O programa é bem mais amplo do que a população pensa e pode beneficiar até mesmo a compra de imóveis acima de 200 mil reais. De forma bem resumida (pode ver o nosso post sobre o que é minha casa minha vida completo), ele é um incentivo do governo para a compra da casa própria e, em muitos casos, há um subsídio para que ela de fato ocorra. Ou seja, há um desconto no valor total, que pode chegar até a 50 mil em alguns casos.

Minha Casa Minha Vida

Para se inscrever, procure nossa imobiliária e veja os imóveis de seu interesse que estão cadastrados no Minha Casa, Minha Vida. Um corretor poderá te ajudar nesse processo e indicar como começa-lo mais rapidamente.

Além desses dois tipos mais comuns, também temos o sacre e o sistema price, que é menos recorrente, embora possa existir em alguns casos.
Independente do tipo de financiamento, a dica é sempre procurar um corretor em compra e venda para que haja um acordo benéfico para todos os envolvidos no processo.

Cuidados ao financiar um imóvel

Depois de entender ao certo qual o tipo de financiamento escolhido e qual o imóvel, alguns cuidados são importantes:

Sempre tenha a documentação do seu financiamento à mão e evite ao máximo deixa-la em locais não seguros. Você pode precisar confirmar algum dado e precisa saber onde encontrar o contrato e os documentos sempre que precisar.

Converse com um corretor sobre suas opções e seja honesto sobre suas condições reais de pagamento. Mesmo que sua renda seja aprovada, as vezes uma parcela muito alta não seja o ideal, especialmente se o seu estilo de vida não combina com ela. Tenha uma conversa com o corretor e fale sobre suas preocupações a longo prazo.

Pesquise sobre os tipos de financiamento na imobiliária e veja qual deles é mais atrativo, levando em conta seu padrão de vida e suas condições gerais. Vale a pena também procurar escolher o imóvel ideal, pois o financiamento pode durar mais de 300 meses.