Dúvidas frequentes

    Escolha um assunto e tema para ver as perguntas mais frequentes

    Selecione:
  • Qual o primeiro passo quando acho um imóvel para alugar?

    Alugar um apartamento não é um processo tão simples como pode parecer. Se você está passando por isso ou deseja alugar muito em breve um apartamento é preciso estar atento a inúmeros detalhes e fazer um bom planejamento para conseguir fechar o melhor negócio e não ter nenhum arrependimento futuro. Para te ajudar nesse processo e fazer com que você não tenha mais dúvidas dos passos que você precisa realizar antes de escolher o seu lar para morar, acompanhe o nosso post e descubra os primeiros passos para alugar um apartamento.

     

    Busque o máximo de informações

    Um dos primeiros passos que você precisa fazer para alugar um apartamento é, sem dúvidas, pesquisar muito. Buscar e encontrar o máximo de informações possíveis sobre os apartamentos que você tem interesse em alugar é muito importante para saber exatamente aquele que atenderá melhor às suas necessidades. Pesquise sobre a região que pretende morar de aluguel, busque os melhores apartamentos para você no bairro escolhido, fale com os moradores e com o seu consultor, identifique a importância de fatores como localização e infraestrutura do local, visite e avalie o apartamento, enfim, colete o máximo de informações que você considera importante descobrir para assim começar a pensar se o apartamento desejado é realmente a melhor escolha para você alugar.

     

    Saiba quais são suas obrigações e responsabilidades como inquilino

    Outro passo importante que você precisa considerar antes de alugar um apartamento é estar atento a todas as obrigações e responsabilidades que terá como inquilino do imóvel. Quando um apartamento é alugado, tanto o proprietário quanto o inquilino precisam seguir determinadas regras e estarem atentos a todos os seus direitos e deveres para que a relação contratual durante a moradia seja a mais tranquila possível e não traga nenhum problema a ambas as partes envolvidas no processo. Saber exatamente quais são as suas obrigações e responsabilidades antes mesmo de começar a morar de aluguel é fundamental para que você esteja a par de tudo aquilo que caberá ou não fazer enquanto estiver morando no imóvel alugado. Para saber mais detalhes sobre as obrigações e responsabilidades que você terá ao alugar um apartamento, não deixe de conferir também o nosso post aqui no blog da Guarida sobre os direitos e deveres do inquilino.

  • Quais os documentos necessários para o locatário pessoa física

    LOCATÁRIO PESSOA FÍSICA

    • RG e CPF (se casado, do casal) cópias autenticadas;
    • Certidão de casamento (óbito, divórcio quando for o caso);
    • Comprovante de rendimento superior a 03 (três) vezes o valor do aluguel líquido;
    • Comprovante residência (Luz, Água ou Telefone);
    • Declaração de Imposto de Renda completa;
    • Ficha cadastral preenchida e assinada;
    • OBS: A composição de renda familiar também é aceita, neste caso todos figurarão no contrato como locatários e deverão apresentar ficha de cadastro e documentação comprovatória.

     

    LOCATÁRIO PESSOA JURÍDICA

    • Contrato social e todas as alterações contratuais da empresa;
    • Cartão do CNPJ;
    • Último balanço e balancete (assinado e carimbado pelo contador com o número de CRC);
    • Ficha de inscrição Estadual ou Municipal;
    • Última declaração de imposto de renda da empresa;
    • Comprovantes de propriedades da empresa (se possuir);
    • Comprovante de endereço da empresa;
    • Ficha cadastral detalhada com referência da empresa;
    • RG e CPF, cópias autenticadas dos titulares da empresa que tenham poderes para agir por conta dos demais (preencher ficha cadastral dos sócios);
    • Estado civil (certidão de casamento) dos titulares da empresa;
    • Comprovante de residência dos titulares da empresa;
       

    FIADOR PESSOA FÍSICA

    • RG e CPF (se casado, do casal);
    • Certidão de casamento (óbito, divórcio quando for o caso);
    • Comprovante de rendimento superior a 4 (quatro) vezes o valor do aluguel líquido;
    • Comprovante residência (Luz, Água ou Telefone)
    • Registro de Imóveis, matrícula atualizada dos últimos 30 dias;
    • Declaração de Imposto de Renda completa;
    • Se estiver pagando aluguel, os três últimos recibos de pagamento;
    • Ficha cadastral preenchida e assinada;

    Faça o download da ficha de cadastro Faça o download da relação de documentos pessoa física
  • Como funciona o depósito caução para aluguel

    Alugar uma casa ou apartamento é mais simples do que comprar, mas também exige atenção. Quem vivencia a experiência pela primeira vez pode se surpreender com alguns detalhes. Um deles é a modalidade de garantia locatícia. Mas o que é isso?

    Para alugar um imóvel é preciso dar segurança ao locador, o proprietário do imóvel. O caução para aluguel é uma opção fácil para quem não consegue se encaixar nas outras formas existentes, principalmente para quem mudou de cidade.

    Pela Lei do Inquilinato, é o proprietário do imóvel quem escolhe a modalidade de garantia locatícia e não o locatário, o inquilino. As outras três formas são fiança, seguro de fiança locatícia e cessão fiduciária de quotas de fundo de investimento. A locação, portanto, dependendo modalidade que o proprietário do imóvel pede, pois cada uma delas têm diferentes exigências. Um contrato de aluguel só pode ser firmado usando apenas uma forma de garantia locatícia.

    Alugando com depósito caução

    O depósito caução exige um valor do inquilino já na assinatura do contrato. O futuro morador do imóvel precisa depositar em uma poupança geralmente o correspondente a três aluguéis. Esse dinheiro é uma segurança para o proprietário se acontecer problemas de pagamento, por exemplo. No final do contrato, o dinheiro deve ser devolvido ao inquilino com a correção da poupança de todo o tempo que esteve depositado.

    É importante lembrar que o valor só deve ser depositado após o contrato firmado. A poupança precisa ser conjunta no nome do locador e do locatário. Todo movimento financeiro feito tem que ser comunicado oficialmente.

    Caução para aluguel é uma modalidade de garantia locatíciaExiste ainda outra forma de devolução desse dinheiro. Em alguns contratos, é firmado o acordo de que esse valor pagará os três últimos meses de aluguel. Nesse caso, o inquilino não recebe o dinheiro de volta, em compensação não vai precisar se preocupar com o final do período de aluguel. Em caso de renovação, o dinheiro continua na poupança até que o contrato termine.

    De acordo com o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), o depósito caução tem sido a segunda modalidade de garantia locatícia mais utilizada na cidade em 2016. Nos anos anteriores também esteve na mesma posição. Em torno de 30% dos contratos de aluguel na capital paulista são firmados usando essa garantia.

    As outras modalidades de garantia locatícia

    A mais popular é o fiador. Quando o proprietário pede que a garantia de locação seja por meio de um fiador, ele está solicitando ao inquilino que apresente alguém que tenha um imóvel próprio quitado. Essa pessoa seria a responsável em caso de atraso no pagamento do aluguel ou outros problemas que possam acontecer durante o período do contrato.

    Já o seguro fiança é um serviço de uma seguradora que se responsabiliza se acontecer alguma inadimplência. A cessão fiduciária é uma das menos conhecidas. A garantia dada ao locador nessa opção são aplicações financeiras de quotas de fundo de investimento e títulos de capitalização.